Mitos e verdades sobre o novo Coronavírus (Covid-19)

18 de março de 2020 Geral

O novo coronavírus (Covid-19) surgiu na China ainda no final de 2019 e se espalhou por todo o planeta, colocando todos os habitantes em alerta. Com o anúncio de uma pandemia e com os casos no Brasil, é de extrema importância estar atentos à vários cuidados. Entretanto, muitas notícias falsas acabam surgindo para confundir a população. Veja a seguir alguns mitos e verdades que circulam pelo país:

Mitos e verdades

1. Beber água ou chá quente mata o Coronavírus – É falso 

Uma vez no corpo humano, o vírus tolera a temperatura de pelo menos 36ºC, assim beber água a uma temperatura de 26 a 27ºC não traz benefícios.

2. Idosos que contraem a infecção pelo COVID-19 podem desenvolver quadros respiratórios mais graves – É verdade 

Fazem parte do grupo de risco os idosos, diabéticos, hipertensos e quem tem insuficiência renal ou doença respiratória crônica.

3. Pesquisadores chineses descobrem 3 medicamentos eficazes contra o coronavírus – É falso

Até o momento, não há nenhum medicamento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus. Entretanto, estudos detectaram que o uso do ibuprofeno no tratamento de pacientes contaminados potencializam a ação do vírus. São eles: advil, algiflex, algi-reumatril, alivium, buprofil, buscofem, dalsy, doraliv, doraplax, febsen, ibuflex, ibufran, ibuliv, ibupril, ibuprofan, ibuprofeno, ibupromed, ibuprotrat, ibuvix, iquego-ibuprofeno, lombalgina, motrim, novalfem, otiun, parartrin, spidufen, uniprofeno.

4 . China cancelou todos os embarques de produtos por navio até março – É falso 

O Ministério da Saúde afirma que não há nenhuma evidência que produtos enviados da China tragam o novo coronavírus. O vírus só é transmitido entre humanos e não sobrevive mais de 24 horas fora do organismo humano.

5. Os sintomas são parecidos com os de um resfriado comum? – É verdade 

Em caso de febre, tosse e dificuldade de respirar, é preciso ficar alerta. Em alguns casos, também há complicações respiratórias, podendo evoluir para pneumonias.

 

Sintomas e transmissão

De forma geral, os principais sintomas conhecidos até o momento são febre, tosse, dor e dificuldade de respirar. A transmissão costuma ocorrer pelo ar ou pelo contato pessoal com secreções contaminadas, como: gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo (como toque ou aperto de mão), contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

A transmissibilidade dos pacientes infectados é em média de 7 dias após o início dos sintomas. Entretanto, dados preliminares sugerem que a transmissão possa ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas.

 

Cuidados que você deve tomar 

  • Lavar as mãos até o pulso com água e sabonete;
  • Usar álcool em gel;
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Evitar contato próximo e aglomerações;
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar;
  • Desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

Cuidados que a sua entidade/órgão público deve tomar 

  • Redobrar o cuidado com a limpeza, especialmente nos pontos de contato (corrimão, maçaneta, telefones, mesas);
  • Disponibilização de álcool em gel 70%;
  • Manter os ambientes arejados;
  • Restringir reuniões e viagens;
  • Informar servidores e funcionários sobre cuidados;
  • Se possível, autorizar o modelo de trabalho home office.

Dicas para trabalhar Home Office

  • Invista em um ambiente adequado;
  • Garanta uma conexão estável;
  • Crie uma rotina e mantenha a organização;
  • Seja disciplinado;
  • Informe aos demais moradores que você está trabalhando.

 

É recomendável procurar um médico quando os sintomas forem: febre a partir de 38ºC, tosse seca, falta de ar e dores no corpo. 

Para mais informações, acesse o Portal do Ministério da Saúde.
Confira aqui o funcionamento da Aspec Informática neste período.

 

 

Aspec Informática

Atua há mais de 25 anos no desenvolvimento de sistemas para o setor público, contemplando especificamente Prefeituras, Câmaras, Autarquias e Fundos Especiais. Os sistemas de gestão pública desenvolvidos pela Aspec oferecem aos municípios, simultaneamente, praticidade nas tarefas operacionais e atendimento à legislação.